Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

Novamente Geografando

Este blog organiza informação relacionada com Geografia... e pode ajudar alunos que às vezes andam por aí "desesperados"!

ESTE MAGNÍFICO EDIFÍCIO ADAPTA-SE ÀS ESTAÇÕES DO ANO

Mäyjo, 19.03.17

Sharifi house 1

Teerão seria uma das últimas capitais onde esperávamos ver inovação arquitetónica, daquela que quebra barreiras nunca antes navegadas, mas a verdade é que o edifício Sharifi-Ha, na capital iraniana, está muito perto de conseguir esse feito.

 

Com cinco andares, o edifício conta com salas rotativas, criando novos espaços e adaptando-se às estações do ano. Segundo o atelier de arquitectura iraniano Nextoffice, que desenvolveu o projecto, esta característica móvel das divisões é conseguida com apenas um toque num botão, ficando assim o edifício com três salas rotativas: a sala do pequeno-almoço, o quarto de hóspedes e o escritório. Os três recantos podem rodar à procura de novos espaços, vistas ou luz.

Na verdade, estas divisões não são mais do que caixas de madeira, vistas de fora, com uma base rotativa. Durante os Invernos rigorosos de Teerão, elas podem fechar-se no edifício, mantendo a casa quente. No Verão, porém, elas abrem para ventilar a casa.

A casa tem ainda duas caves, para o ginásio e outras infra-estruturas de lazer. No rés-do-chão fica a garagem, enquanto no primeiro e segundos andares encontra-se o espaço dedicado ao convívio: a sala principal. Os dois últimos andares albergam os quartos, casa de banho, outra sala e uma cozinha.

“A casa adapta-se às necessidades funcionais dos seus ocupantes. O quarto de hóspedes pode ser reconfigurado para diferentes propósitos”, explicou um porta-voz da Nextoffice. “Com esta inovação, é possível termos diferentes cenários de luz e estações do ano”.

A casa é inspirada, na verdade, nas habitações tradicionais iranianas, que possuem salas de Verão e Inverno, consoante as diferenças de temperatura da época. Assim, estas divisões rotativas podem ser importantes para manter a casa quente no Inverno e fria no Verão, e não unicamente para propósitos de marketing e visibilidade.

A Sharifi-Ha foi nomeada para o Festival de Arquitetura do Mundo, em 2014.

 

 

CASA SUSTENTÁVEL EM ITÁLIA USA CINZAS VULCÂNICAS E FIBRAS DE PÊRA ESPINHOSA

Mäyjo, 21.09.16

casa itália

Uma casa paradisíaca em Itália 

Fotos: Bart Conterio Architetto 

CINCO PROJETOS ARQUITETÓNICOS MEGALÓMANOS QUE NUNCA FORAM CONSTRUÍDOS

Mäyjo, 24.07.15

Projetos que nunca saíram do papel

Os arquitectos estão entre os melhores criativos do mundo. Sem novas ideias e estruturas a sociedade não consegue progredir e evoluir. E os arquitectos fazem parte do grupo de pessoas que permitem expandir os limites e testar novos conceitos. Às vezes funcionam, outras não.

Muitas vezes, os novos projectos arquitectónicos são abandonados devido a constrangimentos monetários ou porque a sociedade à qual estão destinados não são tão progressivos quanto os arquitectos que conceberam os projectos. Tal significa que uma grande quantidade de ideias inovadoras para edifícios e cidades acabam por nunca sair do papel e caem em esquecimento. O Mental_floss partilha cinco destes projectos que ficaram na gaveta.

  1. O Pássaro Verde de Londres

Os londrinos escaparam por pouco a um erro que faria corar até os arquitectos mais progressistas quando o projecto para a construção da torre “Pássaro Verde” foi atirado para dentro e uma gaveta em 1990. O atelier de arquitectura Architects Future Systems sugeriu a construção de uma torre de 83 andares de 442 metros em Battersea. O edifício curvar-se-ia sobre a cidade. O único problema era a forma do edifício, que iria sempre cair no ridículo.

ARQUITETOS BELGAS CONSTRUÍRAM ESCRITÓRIO ELEVADO PARA EVITAR CHEIAS

Mäyjo, 16.07.15

escritorio1

O escritório anti-cheias

ORDEM DOS ARQUITECTOS PROMOVE PATRIMÓNIO ARQUITECTÓNICO NACIONAL NO INSTAGRAM

Mäyjo, 06.05.15

arquitectura_SAPO

Descobrir os novos enquadramentos e prismas da obra arquitectónica nacional. Este é o objectivo da Ordem dos Arquitectos, que através da Seccção Regional do Norte (OASRN), quer chegar a diferentes olhares sobre o património arquitectónico do país. Para tal, a OASRN está a promover a segunda edição do Concurso de Fotografia de Arquitectura “Outro Prisma” na rede social Instagram.

O tema desta segunda edição é “Arquitectura Reflectida” e “pretende-se que os participantes explorem, de modo artístico e criativo, os reflexos, descobrindo novos enquadramentos e novos prismas da obra arquitectónica”, lê-se no site da OASRN.

A melhor fotografia submetida a concurso vai receber um prémio no valor de €500 e o júri pode ainda propor a atribuição de duas Menções Honrosas, sem valor pecuniário.

O concurso foi lançado no passado dia 2 de Maio e está aberto à participação de todos os interessados nos temas da arquitectura e fotografia. A submissão de fotos decorre até 31 de Julho de 2015.

As fotos já submetidas a concurso podem ser vistas no Instagram da OASRN.

Foto: ©miguel valle de figueiredo / Creative Commons